FALE COM AS ABELHAS estreia no streaming dia 25 de Março data oficial do orgulho LGBTQIA+ no Brasil

O drama gay FALE COM AS ABELHAS, adaptação para o cinema do best-seller homônimo de Fiona Shaw, chega ao streaming  no dia 25 de março – data oficial do orgulho LGBTQIA+ no Brasil. O filme não foge de temas complexos: racismo, homofobia, aborto, violência doméstica e agressão sexual, compõem a delicada trama dirigida por Annabel Jankel.

Em uma vila escocesa em 1952, Lydia (Holliday Grainger) trabalha em uma fábrica, mas seu salário é insuficiente para cobrir a sobrevivência dela e de Charlie (Gregor Selkirk), seu introvertido filho de dez anos. Robert (Emun Elliott), seu marido, voltou diferente da guerra e aos poucos abandonou a família. O infortúnio de Lydia gera fofocas na pequena cidade e, pela boca dos vizinhos, ela acaba se tornando a algoz do própri o destino: o caráter “selvagem” de Lydia, como descrito pelos outros, seria o culpado pela sua triste sina.

O despejo e o súbito desemprego levam mãe e filho à única porta ainda aberta: a da nova amiga de Charlie, a doutora Jean Markham (Anna Paquin). A m édica, que acaba de voltar para a aldeia após anos trabalhando em diversas cidades, também é vítima de maledicência e conquistou o carinho de Charlie por meio das colmeias que tem em seu quintal. Ela contrata Lydia como governanta e Charlie passa a morar perto das abelhas, ajudando a cuidar delas e contando seus segredos para elas.

Essas duas mulheres desprezadas pela sociedade se apaixonam, mas são hostilizadas pelo romance, podendo perder tudo. FALE COM AS ABELHAS passou por diversos festivais internacionais, como o Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2019. O filme chega ao streaming no dia 25 de março, data em que se comemora o orgulho gay no Brasil.

FALE COM AS ABELHAS

Tell It to the Bees

Reino Unido, Suécia , 2 0 1 9 , 1 0 8 min . Ficção , cor.

direção Annabel Jankel

roteiro Henrietta  Ashworth e Jessica  Ashworth

produção Daisy Allsop , Nick Hill , Annabel Jankel , Nik Bower e Laure Vaysse

co-produção Sean Wheelan, Anthony Muir e Hannah Leader

direção de fotografia Bartosz Nalazek

edição Jon Harris e Maya Maffioli

música Claire M Singer

elenco Anna Paquin , Euan Mason , Holliday Grainger, Lauren Lyle , Kate Dickie , Billy Boyd, Gregor Selkirk , Joanne Gallagher

Sinopse: Depois da morte do pai, a médica Jean Markham (Anna Paquin) volta à sua cidade natal para assumir as funções dele. Quando ela conhece Charlie (Gregor Selkirk) e sua mãe Lydia (Holliday Grainger) a sua vida toma um rumo inesperado que coloca a sua carreira e reputação em risco. Uma sensível história de amor e luta contra o preconceito que movimentará uma pequena cidade escocesa na década de 1950.

ANNABEL JANKEL , DIRETORA

Annabel Jankel nasceu em 1955, em Londres. Seus primeiros trabalhos como diretora foram videoclipes de artistas como Talking Heads, Miles Davis , Elvis Costello e George Harrison. Ficou conhecida após criar, junto com George Stone e Rocky Morton, o personagem Max Headroom, que se tornou um ícone cultural. A partir disso, dirigiu dois longas de Hollywood com Rocky Morton, “Super Mario Bros.” (1993) e “D.O.A.” ( 1988). Também dirigiu premiados comerciais para empresas como Speedo e Coca -Cola e para o Greenpeace. Sua série Live from Abbey Roa de Abbey Road Classics , gravou mais de 70 dos músicos , incluindo Massive Attack, Herbie Hancock, Red Hot Chili Peppers e The Killers . Em 2009, Annabel dirigiu a adaptação para o cinema do romance “Skellig”, de David Almond, com elenco formado por nomes como Tim Roth , John Simm e Kelly Mc Donald. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s