Poema Fora de Moda

 

Poema Fora de Moda

Gilda E. Kluppel

No vestuário comercial

calças de boca de sino se despedem

para em breve estarem novamente em voga

no sapato o bico ora se alarga, ora se afina

lenços que são levados pelo vento

e voltam para dar novo alento.

Entre as miudezas de uma bolsa ocasional

o celular de última geração

desbloqueado, carregado e tão estimado

fala com o mundo, mas para longe leva o outro

em frente, bloqueado e calado.

Na camiseta com estampa e dizeres

um letreiro ambulante

numa escrita massificada.

Várias etiquetas para atestar

a procedência com estirpe, a grife

em tudo que visto ou calço um traço

um logotipo que clama

tudo tem que ser marcado

de top ou fashion em ofertas in off

e o nosso idioma furtado.

No labirinto do consumo

etiquetado e rotulado

entre tantos objetos

sou mais um insumo

da suposta felicidade

encontrada nas coisas

coloca a vida num resumo

minha personalidade abafada

pela moda ditada.

 

Gilda E. Kluppel é professora de Matemática do ensino médio em Curitiba/PR, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná.

Anúncios


Categorias:Cultura, Gilda E. Kluppel, Gilda E. Kluppel, Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: