Como os agentes de viagens podem atrair o viajante sênior?

Ezequiel Cademartori, Country Manager Amadeus Peru

Ezequiel Cademartori, Country Manager Amadeus Peru

Como os agentes de viagens podem atrair o viajante sênior?

 

São Paulo, junho de 2017– Quando falamos de viajante sênior nos referimos àqueles idosos com idade entre 50 e 75 anos que atualmente têm o tempo, a saúde e a renda necessários para viajar com frequência. Já não têm que se preocupar que suas férias sejam aprovadas (geralmente são aposentados ou contam com negócios próprios), nem sobre quem cuidará dos filhos. Suas necessidades são outras e no momento de preparar uma viagem valorizam fatores chave como preço, comodidade e saúde.

 

Este grupo de viajantes, que se espera que aumente para 700 milhões no mundo todo até 2020, quer disfrutar da vida, anseia viver experiências novas e compartilhar sua energia e curiosidade pela exploração com seus amigos e familiares, mas, sobretudo, quer concretizar aqueles desafios que alguma vez tiveram que adiar e que hoje se encontram prontos para conquistar.

Precisamente estas características são as que os transformam em um público muito interessante para operadores turísticos e agências de viagens, pois têm a grande oportunidade de desenhar na medida opções inovadoras que se adaptem a suas necessidades.

 

De acordo com o estudo “Tendências com idosos. Entendendo o viajante sênior” da Amadeus, existem quatro tendências para satisfazer as necessidades deste segmento em constante evolução:

Em primeiro lugar, ter sempre presente que este tipo de viajante não gosta de ser tratado como “ancião”. As pessoas idosas ativas são jovens de coração e não se consideram “velhos”. Pelo contrário, finalmente sentem que têm o tempo, a energia e os recursos econômicos para explorar e fazer coisas novas. Em tal sentido, as viagens para eles devem estar orientadas principalmente para a vivência de experiências, para a exploração e para o aproveitamento da viagem de maneira mais significativa. Por isso, os agentes de viagem devem evitar classificar este segmento sob um único perfil e aprender a conhecer suas diferenças, escutar seus interesses e descobrir suas expectativas em relação à viagem. Indagar sobre sua condição médica antes de fazer uma proposta a eles será também de muita utilidade e permitirá proporcionar-lhes uma proposta adaptada a suas necessidades reais.

 

Tal como menciona Jaissy Velit, da Viajes Club, o tempo dedicado à preparação destas viagens é um investimento de alto retorno: “Como parte da minha experiência organizando viagens para idosos, comprovei que o tempo que dedicamos à organização é vital para o êxito do programa. Os viajantes sêniores valorizam muito a dedicação e paciência que destinamos a explicar a eles cada detalhe da viagem para nos assegurarmos que têm a informação clara. Por isso para nós é um prazer resolver suas dúvidas quantas vezes seja necessário porque esta dedicação lhes faz sentir com mais segurança de que tudo estará bem”.

Com os novos interesses que surgem nesta etapa de suas vidas, os idosos buscam ofertas específicas adaptadas a determinadas atividades ou passatempos, por isso que os pacotes de férias de bem-estar, aprendizagem ou culturais, costumam ter grande acolhimento.

 

Um segundo fator a levar em conta é que os viajantes sêniores querem descobrir o mundo em seu próprio ritmo, querem dispender o tempo para apreciar um lugar, conhecer uma cidade, descobrir uma cultura. Levemos em conta que muitas vezes, as viagens deste grupo de pessoas são o auge de um sonho desejado por muitos anos ou a realização de um desejo talvez adiado involuntariamente, por isso vão investir tempo e energia investigando sobre o destino e uma vez lá irão querer disfrutar cada segundo.  “Há alguns anos viajei com meu marido de 75 anos para a Terra Santa. Ainda que tenhamos disfrutado muito a viagem, nós teríamos gostado de ter mais tempo em cada lugar novo que visitávamos e assim poder interiorizar melhor e refletir sobre todos os dados interessantes e históricos que o guia turístico nos proporcionava. Talvez assim nossa experiência tivesse sido mais espiritual e enriquecedora” comenta Ana María Barba, viajante sênior, sustentando nossa sugestão aos operadores turísticos para proporcionarem um melhor serviço.

Sem dúvida, os viajantes sêniores atravessam um momento em que encontram mais valor em viver experiências únicas do que em acumular objetos materiais, por isso que também estão abertos a viagens em que possam desenvolver novas habilidades, provar novos alimentos e inclusive aprender um novo idioma.

 

Em terceiro lugar, não se deve esquecer que este grupo de viajantes geralmente tem uma família com a qual querem compartilhar novas e emocionantes vivências. Eles sentem que atualmente têm uma posição econômica melhor que seus filhos, por isso buscam experiências diferentes que possam enriquecer o legado familiar, o que nos leva novamente a salientar a importância de lhes fazer propostas inovadoras e fora do convencional como a opção de realizar atividades altruístas que permitam a eles “fazer a diferença” e contribuir de alguma forma com a sociedade.

 

Dentro destas ofertas podem ser incluídas viagens culturais que permitam aos viajantes interagir, compartilhar com os moradores locais e não apenas com os companheiros de viagem ou outros turistas. Neste ponto é importante que os organizadores forneçam as prestações básicas de serviço, mas também que mantenham opções flexíveis para que eles possam decidir.

Finalmente, é muito importante considerar a influência da tecnologia para este segmento. Ainda que os viajantes sêniores usem e apreciem os benefícios desta, eles a veem como uma de muitas ferramentas para planejar uma viagem. De fato, depender absolutamente da tecnologia não é aceitável para eles. Pelo contrário, preferem a interação com outras pessoas e valorizam o trabalho dos profissionais do turismo que oferecem um serviço personalizado, pois lhes transmitem confiança e, sobretudo a segurança de que todos os detalhes estão sendo considerados.

Frente a esta realidade, os agentes de viagens e operadores turísticos têm o desafio de desenhar propostas de viagens atrativas e modernas que consigam captar a atenção dos viajantes sêniores e assim motivá-los a viver o que pode chegar a ser a melhor experiência de suas vidas.

 

Anúncios


Categorias:Turismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: