Crítico literário Antonio Candido morre aos 98 anos em São Paulo

Assessoria de Comunicação e Imprensa, com informações do G1
12/05/2017

Antonio Candido durante a Flip em 2011

O crítico literário e sociólogo Antonio Candido morreu em São Paulo na madrugada desta sexta-feira (12) aos 98 anos. Ele deixa as filhas Ana Luísa e as também professoras de História da USP, Laura de Mello e Souza e Marina de Mello e Souza. Marina disse que o pai já tinha um problema no estômago, não se sentiu bem e foi internado no sábado.

 

Ouça Podcast Unesp
Antonio Cândido de Mello popularizou literatura brasileira, destaca professor de literatura da Unesp
http://podcast.unesp.br/radiorelease-12052017-antonio-candido-de-mello-popularizou-a-literatura-brasileira

 

Sociólogo, literato e estudioso da literatura brasileira e estrangeira, possui uma obra crítica extensa, respeitada nas principais universidades do Brasil. À atividade de crítico literário soma-se a atividade acadêmica, como professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Recebeu os títulos de professor-emérito da USP e da Unesp, e de doutor honoris causa da Unicamp.

Entre 1958 e 1960, Cândido foi professor de literatura brasileira na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, hoje integrada à Universidade Estadual Paulista (Unesp). Com seus escritos ajudou a revolucionar a maneira como a literatura nacional era analisada. Além disso, modificou a interpretação sobre a sociedade brasileira como um todo.
A Editora Unesp tem em seu catálogo dois títulos que resgatam a contribuição à teoria literária da obra de Antonio Candido. Relacioná-los agora é uma singela forma de prestar uma homenagem àquele que muitos consideram o maior crítico literário nacional.
Para além das palavras – Representação e realidade em Antonio Candido
Autora: Anita Martins Rodrigues de Moraes | 200 páginas
Sem perder de vista o conjunto da obra de Antonio Candido, este livro analisa o modo como ele teorizou o problema da representação da realidade.
Análise estrutural de romances brasileiros
Autor: Affonso Romano de Sant´Anna | 304 páginas
Quase quarenta anos depois de ter sido lançado pela primeira vez, Análise estrutural de romances brasileiros ainda tem muito a contribuir nos estudos de literatura. Além de permitir que os leitores ampliem conhecimentos sobre o Estruturalismo, esta nova edição traz um pujante debate entre o autor e o crítico Antonio Candido, a partir de estudos focados na análise de O cortiço. Há ainda ensaios sobre obras como O guarani, A Moreninha, Esaú e Jacó, Vidas Secas e A Legião Estrangeira, neste livro que traça elementos para uma teoria do romance no Brasil.

 

Anúncios


Categorias:Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s