Doria promete criar prêmios para incentivar paulistanos

Se eleito prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) propõe criar uma série de premiações em diversas áreas para incentivar a população. Sugiro alguns: Prêmio: Caminhão de açúcar para adoçar a boca do paulistano que não para de reclamar. Premio Pastel do Ano para o paulistano que comer mais pastel de feira no lugar dele. Prêmio Literatura Na periferia para aquele que escrever melhor sobre … Continuar lendo Doria promete criar prêmios para incentivar paulistanos

Terra sem lei’ e de ‘vale tudo’

A Diretoria e a Coordenação Executiva Nacional da Comissão Pastoral da Terra – CPT vêm a público denunciar o quadro de deterioração do ambiente político e social no país e suas agravadas consequências. Medidas políticas e judiciais de flexibilização e subtração de salvaguardas sociais e ambientais são impostas, num retrocesso que traz sofridas lembranças do tempo da Ditatura Civil-Militar. Parece que quase nada avançamos desde … Continuar lendo Terra sem lei’ e de ‘vale tudo’

MPF/SP quer paralisação de empreendimento imobiliário em área de preservação na zona sul da capital

Local vizinho ao Parque Burle Marx é parte do que restou da Mata Atlântica; Cyrela, Fundo Panamby e Banco Brascan são responsáveis por obras O Ministério Público Federal em São Paulo recomendou que sejam interrompidas as intervenções imobiliárias em uma área de preservação ambiental entre o Rio Pinheiros e o Parque Burle Marx, na zona sul da capital paulista. O local, com mais de 23,4 … Continuar lendo MPF/SP quer paralisação de empreendimento imobiliário em área de preservação na zona sul da capital

Nós, os heróis e os mortos

Hoje, 25 de agosto de 2016, ao ler uma matéria da Folha de S. Paulo sobre moradores em situação de rua (disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/08/1806716-agentes-de-haddad-atropelam-regra-ao-retirar-de-praca-morador-de-rua.shtml) lembrei de uma crônica famoso que custou caro ao seu autor, o grande cronista paulistano Lourenço Diáferia. Eu, anquela época, pacientemente lia e recortava essas cronicas e as colava num caderno. Pena que não saberia que um dia existira uma máquina … Continuar lendo Nós, os heróis e os mortos