Conexões Globais 2016 debate as cidades democráticas, mobilizações em rede e espaços urbanos

12134726335_0ce0ef6c78_b

Evento promove conferências com grandes pensadores e ativistas, oficinas e shows musicais

 

Nos dias 1 e 2 de abril, Porto Alegre será palco de um amplo diálogo entre os mais diferentes setores da sociedade em rede. A edição 2016 do Conexões Globais reunirá comunicadores e ativistas dos mais diferentes movimentos sociais nacionais e internacionais, governos e organizações para discutir temas como ocupação dos espaços urbanos, manifestações sociais em rede, políticas públicas e diversidade sexual e de gênero, compondo a programação oficial da Semana de Porto Alegre – 244 anos. Os eventos do Conexões – conferências, oficinas e shows musicais – acontecem no Vila Flores, espaço multifuncional no bairro Floresta, que abriga atividades de Arte e Cultura, Educação, Empreendedorismo e Arquitetura e Urbanismo. A entrada é franca. Confira o serviço e a programação completa abaixo.

Como nas edições anteriores, as atividades do Conexões Globais serão transmitidas ao vivo pela internet, com cobertura colaborativa via redes sociais. Além dos debatedores presenciais, cada debate conta com um webconferencista, que participa da discussão via web.

Serão seis debates (três a cada dia), sempre a partir das 16h. Entre os temas que serão discutidos, há amplo espaço para as cidades democráticas e a participação social via internet, conectando as ruas e as redes na gestão do bem comum. Entre os debatedores já confirmados estão Clara Averbuck (escritora e blogueira, uma das responsáveis pelo blog Lugar de Mulher); Fabio Malini (professor de Comunicação e coordenador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura – Labic da Universidade Federal do Espírito Santo -UFES); Lola Aronovich (editora do blog “Escreva Lola, Escreva” e professora de Letras Estrangeiras da Universidade Federal do Ceará); Pablo Ortellado (professor do curso de Gestão de Políticas Públicas e do Programa de Pós-Graduação em Estudos Culturais da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo – USP) e Tiago Pimentel (ativista dos grupos Actantes e Interagentes, analista de redes que trabalha com cartografia de protestos). Todos eles trarão seus conhecimentos para estimular amplas discussões sobre cultura colaborativa, mobilização em rede e espaços democráticos no Brasil e no mundo. O Secretario Nacional de Direitos Humanos, Rogério Sottili, o Assessor Especial para Participação Social da Secretaria de Governo, Renato Simões, e o presidente da empresa de tecnologia da informação e comunicação da Prefeitura de Porto Alegre (PROCEMPA), Mário Teza, também participam das mesas.

Uma das mesas, intitulada “Brasil: Jornadas de Junho aos novos movimentos sociais em rede” discutirá a força dos movimentos tecnopolíticos, como #PrimaveradasMulheres, #OcupaEscolaSP, e qual o papel destes movimentos sociais em rede e na renovação política brasileira. Em apoio a essa discussão, o painel “Mulherada Empoderada: os feminismos insurgentes nas ruas e nas redes” abrange o ativismo em rede, irá discutir a mobilização feminina frente ao machismo, à violência cotidiana e a indiferença do Estado. Enquanto o painel, “Participação Social na Era da Internet” busca trazer à discussão o conceito de gestão centralizada e controlada, aplicando a perspectiva da construção das cidades democráticas, conectando as ruas e as redes digitais na gestão do bem comum. A mesa “Diversidade Sexual e de Gênero: os desafios do ativismo na rede trará nomes expressivos e atuantes, tanto no RS como em outros estados brasileiros, como Daniela Andrade (militante transfeminista, diretora do Fórum da Juventude LGBT Paulista e membro da Comissão da Diversidade Sexual da OAB), Nanni Rios (jornalista, atuante na defesa da causa feminista e da comunidade LGBT) e Indianara Siqueira (fundadora do Preparanem, cursinho preparatório para o Enem voltado ao público trans). Confira detalhes de todas as conferências no presskit: https://goo.gl/WT1kcO

As oficinas que serão realizadas simultaneamente abordam tecnologia, arte e literatura, com temas como Escrita Criativa para Mulheres (com Clara Averbuck), VJ (com Astronauta Mecanico) e Análise e Grafo das Redes Sociais (com Fabio Malini, Fernanda Becker e Tiago Pimentel). Residentes do espaço cultural alternativo e autossustentável Vila Flores – que transformam o 4º Distrito da Capital num dos polos culturais mais importantes da cidade – abrem as portas dos seus estúdios para o público durante o evento e ministram oficinas como Gravura e Desenhos de Arquitetura e Observação (com Estúdio Hybrido), Teatro de Sombras para Crianças (com Cia. Caixa de Elefante) e Introdução ao Arduíno (hardware livre, ministrada pelo coletivo de tecnologia Matehackers). O número de vagas é diferente para cada oficina e as inscrições são gratuitas através de preenchimento de formulário no site http:// http://2016.conexoesglobais.com.br/oficinas.

No sábado acontece também o lançamento do livro Toureando o Diabo, romance da escritora Clara Averbuck e da ilustradora Eva Uviedo, editado após campanha de financiamento coletivo.

O Conexões terá também uma série de shows com artistas que trarão suas leituras sobre o mundo múltiplo e interconectado. Entre os músicos confirmados, estão Frank Jorge e Jimi Joe, que farão uma grande celebração musical, compartilhando o palco, onde um tocará os sucessos do outro. Wander Wildner também traz seu romantismo visceral em permanente mutação para os palcos do Conexões 2016. A cantora Izmália estará presente com um show tributo a Amy Winehouse, e outros dois grupos mostrarão o que há de mais desbravador em seus gêneros musicais: o Projeto CCOMA, com seu “future jazz”, e o Afrocalipse, que traz sangue novo ao hip hop gaúcho e brasileiro. Do Pernambuco vem um dos nomes mais importantes da nova música nordestina, Tagore Suassuna, que vai apresentar um show calcado no álbum de estreia – Movido a Vapor – que mescla baião, folk, rock em arranjos psicodélicos.

O Conexões Globais 2016 é realizado pela Associação Software Livre, com patrocínio da Caixa Econômica Federal, apoio da Procempa e da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, da Secretaria de Direitos Humanos, do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e apoio cultural do Vila Flores.

12135405306_8cf6bc7395_b

Serviço

Conexões Globais 2016

Webconferências, oficinas e atividades culturais

Dias 1 e 2 de abril de 2016, no Espaço Cultural Vila Flores

Rua Hoffmann, esquina Rua São Carlos, Floresta – Centro – Porto Alegre/RS

Horário: a partir das 16h (as oficinas iniciam às 13h30)

Entrada Franca

 

Site: www.conexoesglobais.com.br

Facebook: http://bit.ly/FaceConexoesGlobais

Twitter: @conexoesglobais

Youtube: https://www.youtube.com/user/CANALconexoesglobais

Instagram: instagram.com/conexoesglobais

Google +: https://plus.google.com/103429336625298786563/posts

Oficinas: O número de vagas é diferente para cada oficina e as inscrições são gratuitas através de preenchimento de formulário no site http:// http://2016.conexoesglobais.com.br/oficinas.

No local haverá praça de alimentação e bebidas. Participam: Café Minéraux, Laboratório do Pão, Lá de casa e Cerveja Artesanal Solerun.

Anúncios


Categorias:Notas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: