Neste mundo é mais rico, o que mais rapa

  Gregório de Matos  Soneto. Neste mundo é mais rico, o que mais rapa: Quem mais limpo se faz, tem mais carepa: Com sua língua ao nobre o vil decepa: O Velhaco maior sempre tem capa. Mostra o patife da nobreza o mapa: Quem tem mão de agarrar, ligeiro trepa Quem menos falar pode, mais increpa: Quem dinheiro tiver, pode ser Papa. A flor baixa … Continuar lendo Neste mundo é mais rico, o que mais rapa