A música como prática reflexiva

Alunos desenvolvem projetos que utilizam a música para abordar temas de importância histórica e social

Alunos desenvolvem projetos que utilizam a música para abordar temas de importância histórica e social

De Secretaria Municipal de Educação – São Paulo

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Victor Civita, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Pirituba, vem desenvolvendo projetos que utilizam a música para abordar temas de importância histórica e social. Além disso, promove encontros duas vezes por semana onde os alunos têm aulas de ritmo e técnicas vocais.

“A música, como as artes em geral, tem um poder de sensibilização inatingível por outros meios intelectuais, libertando muitas das amarras do preconceito e da intolerância. Assim sendo, o que realizamos não é apenas um projeto de música, mas um projeto de formação humana socialmente engajada, apostando na música como meio de emancipação. Por fim, o que os alunos levam de tudo isso é uma semente de esperança.”, disse Thiago Mena, professor de Matemática e de Música da unidade.

Heranças Negras e Cultura Popular – No ano de 2013, a escola desenvolveu com os alunos do Ensino Fundamental II o projeto “De Noel a Racionais: música do morro, heranças negras e cultura popular em percurso”. A iniciativa abordou manifestações artísticas que marcaram o século XX.

O professor Thiago diz que a proposta era estudar os compositores da década de 30 e refletir sobre a marginalização do samba e das coisas oriundas do povo negro. O envolvimento de outras disciplinas, como Arte e História, enriqueceram o projeto.

Durante a primeira etapa do projeto, os alunos assistiram ao filme “Noel – Poeta da Vila”. A partir daí, passaram a pesquisar sobre os compositores daquela fase, estudando suas músicas e o contexto histórico no qual foram escritas.

A professora de Arte, Amanda Costenaro, 37, conta que a partir da obra “Café”, do artista modernista Cândido Portinari, os alunos puderam diversificar seu repertório cultural, agregando maior significação ao trabalho realizado.

Ditadura Militar – Aproveitando que neste ano de 2014 se marca o cinquentenário da Ditadura Militar, a unidade desenvolveu o projeto “Pra dizer que eu também falei das Flores”, onde os alunos puderam refletir sobre o conceito de liberdade e pesquisar sobre o Golpe que levou o Brasil à Ditadura Militar.

Os alunos foram visitar o “Memorial da Resistência”, um museu que preserva as memórias da resistência e da repressão políticas do estado de São Paulo, onde puderam conhecer o local em que funcionava o Departamento de Ordem Política e Social – DEOPS. Nilton Antunes, 49, professor de História, diz que temas como alienação política e liberdade de expressão passaram a permear suas aulas.

Para o professor, houve grande interesse por parte dos alunos que, de maneira crítica, passaram a se manifestar contrários ao período da ditadura militar brasileira, refutando a possibilidade de que ocorra novamente.

Durante as aulas de música, ministradas pelo professor Thiago Mena, 26, os alunos estão aprendendo músicas que retratam o período da ditadura. “Através de obras como ‘Apesar de Você’, de Chico Buarque e ‘Não Chore Mais’, de Gilberto Gil, os alunos podem realizar uma análise imparcial do aspecto sociocultural da época, enriquecendo suas noções de valores culturais como a cidadania”, diz Mena.

Para Irene Garcia, 50, Diretora da unidade, é papel da escola possibilitar aos alunos que façam uma leitura crítica dos fatos históricos e colaborar para que almejem um mundo melhor.

O encerramento do projeto “Pra dizer que eu também falei das flores” acontecerá no dia 8 de novembro, quando a comunidade será convidada a apreciar os trabalhos construídos pelos alunos no desenvolvimento do projeto.

Anúncios


Categorias:Educação

Tags:, ,

1 resposta

  1. Republicou isso em Milena Arteterapeuta e Coache comentado:
    Se todas as escolas fizessem isso teríamos menos alunos perdidos e desmotivados…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s