Escriturária

 

 

 

Em versos a função de transcrever os momentos, narrar à vida, os fatos e as pessoas.

Culturalmente precisamos dos textos para nos informar e enriquecer o ser, a alma.

No âmago da sociedade falta a literatura como fonte de inspiração e transpiração das ideias.

Sob um silêncio coletivo o exílio das palavras e a complexidade de uma existência infinitamente vazia.

Quanta falta fazem os versos…

A cultura tem o poder de perpetuar a efêmera existência.

A vida é breve, mas a arte é infinita.

Culturalmente não seriamos o que somos hoje, sem a cultura deixada pelos nos ancestrais.

Na vastidão do silêncio coletivo, ainda existe uma complexidade literária que transpira novas ideias e conceitos universais.

 

 

 

Dhiogo Caetano

Uruana, Go

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s