Encouraçados Guerreiros

 

Saldados que se interligavam para combater o inimigo.

Trincheiras, canhões e metralhadoras.

Dor, desapropriação e um confronto direto com a morte.

Nas ruas um cinturão de homens e metralhadoras rodeando os caminhões e tanques estacionados na praça central.

Os projéteis enquanto isso continuava caindo sem interrupção e anunciando o fim do bombardeio

Um barulho em silêncio, uma bomba assolava e eliminava tudo ao seu alcance e o silêncio pairava profundamente.

Os sobreviventes levantam novamente em nome da sua nação amada.

Renovando o pedido de rendição…

Um homem corajoso não pode ser morto naquelas condições sem a menor possibilidade de salvar a sua vida.

A dor devorava os corpos e alimenta a alma dos heróis guerreiros que bravamente lutavam até a morte, em homenagem aos corajosos que morreram.

Quanta dor!

Em nome da nação “o próprio peito a morte”.

 

 

 

 

 

 

 

Dhiogo Caetano

Uruana, Go

dhiogocaetano@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s