Na dúvida, dê bom dia ao caos

(Autor: Antonio Brás Constante) Alguns adeptos da teoria do Caos dizem que se uma borboleta bater suas belas asas em algum lugar do oriente, ela poderia desencadear uma onda de fatos e fatores que destruiriam alguma coisa importante no ocidente, talvez sua casa, talvez a minha, ou talvez a casa de outra borboleta que estaria de férias na praia, também batendo suas asas só de … Continuar lendo Na dúvida, dê bom dia ao caos

Equilíbrio Emocional é preciso!

Por Adm. Marizete Furbino “Nenhuma dor é tão mortal quanto a da luta para sermos nós mesmos”. (Ievguêni VinoKurov) Em meio ao mundo em que vivemos, torna-se de fundamental importância ter a consciência de que obstáculos sempre irão existir. Sem estes, talvez a vida não tivesse o menor sentido; porém, devemos ter a sabedoria de conduzi-los e resolvê-los, mantendo certo equilíbrio emocional, para assim conseguirmos … Continuar lendo Equilíbrio Emocional é preciso!

Equilíbrio Emocional é preciso!

Por Adm. Marizete Furbino “Nenhuma dor é tão mortal quanto a da luta para sermos nós mesmos”. (Ievguêni VinoKurov) Em meio ao mundo em que vivemos, torna-se de fundamental importância ter a consciência de que obstáculos sempre irão existir. Sem estes, talvez a vida não tivesse o menor sentido; porém, devemos ter a sabedoria de conduzi-los e resolvê-los, mantendo certo equilíbrio emocional, para assim conseguirmos … Continuar lendo Equilíbrio Emocional é preciso!

Sombras do passado na minha memória

Pedro Coimbra ppadua@navinet.com.br Todas as vezes que ligo meu computador uma figura pouco definida se forma como plano de fundo da área de trabalho. Cabelos partidos ao meio, um vetusto bigode e um pequeno defeito no olho esquerdo, suponho. Um homem com uma idade indefinida, próximo dos quarenta anos. É meu avô materno, o alfaiate Pedro Coimbra. Encontrei a imagem na árvore genealógica familiar que … Continuar lendo Sombras do passado na minha memória

Sombras do passado na minha memória

Pedro Coimbra ppadua@navinet.com.br Todas as vezes que ligo meu computador uma figura pouco definida se forma como plano de fundo da área de trabalho. Cabelos partidos ao meio, um vetusto bigode e um pequeno defeito no olho esquerdo, suponho. Um homem com uma idade indefinida, próximo dos quarenta anos. É meu avô materno, o alfaiate Pedro Coimbra. Encontrei a imagem na árvore genealógica familiar que … Continuar lendo Sombras do passado na minha memória

A Força da União

* por Tom Coelho “A união do rebanho obriga o leão a deitar-se com fome.” (Provérbio africano) Fusões, aquisições e joint ventures sempre aconteceram no mundo corporativo, mas foram intensificadas no decorrer da última década. A busca por maior competitividade tem conduzido o mercado a um processo de concentração. A regra é unificar operações para reduzir custos operacionais. Os exemplos são variados. Itaú e Unibanco, … Continuar lendo A Força da União