Assédio Moral nas organizações: um comprometimento à saúde do trabalhador

ASSÉDIO MORAL NAS ORGANIZAÇÕES: UM COMPROMETIMENTO À SAÚDE DO TRABALHADOR TATIANE ARISTIDES BARBOSA leia na íntegra Trabalho de Conclusão de Curso apresentado a Universidade Estácio de Sá como requisito parcial para a obtenção do grau de Bacharel em Serviço Social. Orientadora: Professora Mestre Edna Inácio da Silva e Silva RIO DE JANEIRO DEZEMBRO/2008 RESUMO BARBOSA, Tatiane Aristides. Assédio moral nas organizações: um comprometimento à saúde … Continuar lendo Assédio Moral nas organizações: um comprometimento à saúde do trabalhador

Assédio Moral no Trabalho

Assédio Moral no Trabalho * Sônia Mascaro Nascimento Assédio é o termo utilizado para designar toda conduta que cause constrangimento psicológico ou físico à pessoa. O assédio moral (mobbing, bullying, harcèlement moral ou, ainda, manipulação perversa, terrorismo psicológico) caracteriza-se por ser uma conduta abusiva, de natureza psicológica, que atenta contra a dignidade psíquica, de forma repetitiva e prolongada, e que expõe o trabalhador a situações … Continuar lendo Assédio Moral no Trabalho

Era uma vez…Espaço

Era uma vez um menino muito grande e bonito chamado Espaço. O tempo foi passando, mas Espaço não cresceu; diminuiu. Começou a conviver, sem querer, com sua amiga Sobrevivência e, de repente, as pessoas se amontoaram e quase o sufocaram. De uma coisa vocês não sabiam, Espaço está chocado, porque o inimigo Poluição invadiu o território, tomou conta dos seus ares e foi um fracasso. … Continuar lendo Era uma vez…Espaço

Era uma vez…Espaço

Era uma vez um menino muito grande e bonito chamado Espaço. O tempo foi passando, mas Espaço não cresceu; diminuiu. Começou a conviver, sem querer, com sua amiga Sobrevivência e, de repente, as pessoas se amontoaram e quase o sufocaram. De uma coisa vocês não sabiam, Espaço está chocado, porque o inimigo Poluição invadiu o território, tomou conta dos seus ares e foi um fracasso. … Continuar lendo Era uma vez…Espaço

Vou abrir um Instituto!

Por Gilberto da Silva Parece modismo, mas é! A onda atual é abrir Instituto para tudo. Os jogadores de futebol abrem institutos. O ex-presidente da República FHC montou o seu – e um incêndio quase destruiu tudo. A prefeita Marta está montando o dela. Todo mundo monta. Parece cavalo. Existe instituto para todos os gostos, para todas as classes. Eu acho (me falaram, creio que … Continuar lendo Vou abrir um Instituto!

Nos tempos de Bundas

Saudades de Bundas. Da Bundas que veio (vieram) e das Bundas que foi (foram). A Bundas era de bom tamanho, ideal para ótimas risadas e gargalhadas, nem muito grande, nem muito pequena, uma Bundas de palmos medidas.A revista hebdomadária teve vida curta, mas foi suficiente para encher nossos olhos de boas bundas e caras de bundas por todo o país.Tinha Ziraldo, Jaguar, Millor, Veríssimo, Chico … Continuar lendo Nos tempos de Bundas

Conduta ética num mundo corrompido

“Para que haja conduta ética é preciso que exista o agente consciente, isto é, aquele que conhece a diferença entre o bem e o mal, certo e errado, permitido e proibido, virtude e vício”, Marilena Chauí, em “Convite à Filosofia”.   Cada dia mais vemos nossos sonhos e nossos heróis morrendo de overdose. Já no alvorecer do novo milênio, apesar dos discursos de mudança dos que … Continuar lendo Conduta ética num mundo corrompido

Os Cafajestes

Os Cafajestes é um clássico do chamado Cinema Novo e foi lançado em 1962. O filme dirigido por Ruy Guerra foi marcado pelo impacto do seu tema, considerado ambicioso para a época: a devassidão de dois marginais cariocas. Numa época que a censura falava alto, Ruy Guerra teve seu filme mutilado. Glauber Rocha assim definiu o filme do diretor moçambicano radicado no Brasil: “Os Cafajestes … Continuar lendo Os Cafajestes

Hora de refazermos

Por Gilberto Silva “Os filósofos se limitaram a interpretar o mundo de várias maneiras; a questão é transformá-lo” – Marx Destroçados pela avassaladora avalanche de informações, contra-informações e completamente recheados com vivas à nova ordem mundial dita bela e uma, nós -pobres mortais, nascidos em um país de natureza colonial e de herança escravista, nos entregamos (melhor seria: entregaram-nos) de corpo e alma às ditas … Continuar lendo Hora de refazermos

Coisas do amor, do sexo, da vida (2)

Amarás o próximo? Gilberto da Silva É ainda poderosa a máxima bíblica “amarás ao próximo como a ti mesmo” posto que vivemos numa sociedade em que o egoísmo é muito forte. A competição, a busca pelo Belo (corpo perfeito, plásticas, dietas etc) e o impulso de destruição são condições de sobrevivência. O egoísmo é uma forma de amor. O amor-próprio é considerado uma virtude para … Continuar lendo Coisas do amor, do sexo, da vida (2)

De que riem os democratas?

Gilberto da Silva Este texto é uma retomada de uma reflexão feita há dez anos, em muitos aspectos tudo permanece igual. Exceto meus cabelos – que sobraram – brancos. As barreiras físicas – ideológicas caíram com o ruir das pedras de Berlim. Com os restos dos cascalhos germânicos, iniciou-se a guerra ideológica dada desde o seu princípio como “ganha” pelos adeptos do neo-liberalismo. Um direto … Continuar lendo De que riem os democratas?

O político e suas obras

Gilberto da Silva Vejamos algumas palavras a respeito dos políticos (alguns) e de suas milagrosas obras (se é que elas realizam milagres!). Obra é construção, trabalho, produção. Mas no vocabulário político obra é visibilidade, matéria de publicidade quase que infinita, repleta de concreticidade (a do concreto), um out-door permanente. As obras dos políticos são geralmente dotadas de superfaturamento com estilos faraônicos e imponentes. Diríamos, em … Continuar lendo O político e suas obras

Visitando os amigos no inferno

De uns tempos para cá passei a visitar amigos, colegas e companheiros de longa jornada, depois de um certo tempo de distanciamento e isolamento devido à imersão ao mundo do trabalho, mudanças geográficas e nova constituição familiar. Durante este início de visitação comecei a observar algumas coisas interessantes, algumas já tinham passado pela minha cabeça, mas não tinha parado para pensar nestas questões.A TV, a … Continuar lendo Visitando os amigos no inferno

Sexo Mercadoria

Todos querem uma sociedade justa (pelo menos os mais ajuizados…) Num instante histórico em que a individualidade é a forma mais nefasta presente na sociedade, não vejo motivos para mudanças tão breve. Mas minha fé utópica permanece. Prezam os sujeitos pelos gozos imediatos. Prezam os sujeitos pela satisfação total, mas esquecem de combinar com suas respectivas parceiras. No mundo da mercadoria, sexo é embalado à … Continuar lendo Sexo Mercadoria

Blindagens do real

Chega de blindagens do real. O ser blindado perdeu sua identidade e suas referências. Não há ação social efetiva com seres desvinculados de um cotidiano violento e inseguro. O primeiro movimento de fuga -sob o manto da “proteção” -foi o realizado pelas elites, já na década de 1980 e mais acentuadamente na década de 1990, deslocando-se para os chamados bairros “alfaviles” e seus similares. Preocupados … Continuar lendo Blindagens do real

Os assassinos de Wall Street

O escritor português José Saramago – Prêmio Nobel de Literatura de 1998 – em recente entrevista a um jornalista brasileiro (agora aqui com meus carcomidos botões não lembro o nome, mas é funcionário da Globo News) soltou seus verbos contra os especuladores que estão levando milhares de pessoas no mundo todo ao desemprego e desespero. Concordo plenamente com o letrista de Memorial do Convento. Por … Continuar lendo Os assassinos de Wall Street

PERSPECTIVAS PARA UM MUNDO NOVO

* Eduardo Antunovic No trimestre final de 2008, a crise econômica se sobrepôs à temática ambiental na escala de prioridades das empresas e dos meios de comunicação. Sobreviver à redução do crédito e à estagnação que tomam de assalto os países ricos impõe um debate urgente e necessário. Nem por isso, entretanto, podemos deixar em segundo plano a busca por um caminho que permita compatibilizar … Continuar lendo PERSPECTIVAS PARA UM MUNDO NOVO

PERSPECTIVAS PARA UM MUNDO NOVO

* Eduardo Antunovic No trimestre final de 2008, a crise econômica se sobrepôs à temática ambiental na escala de prioridades das empresas e dos meios de comunicação. Sobreviver à redução do crédito e à estagnação que tomam de assalto os países ricos impõe um debate urgente e necessário. Nem por isso, entretanto, podemos deixar em segundo plano a busca por um caminho que permita compatibilizar … Continuar lendo PERSPECTIVAS PARA UM MUNDO NOVO

A Crise Econômica e o Direito do Trabalho

Sônia Mascaro Nascimento publicado em 22/12/2008   Desde a revolução tecnológica vivemos a crise do emprego no mundo. Com a criação de novas profissões surgiram novos empregos e, em contrapartida, outros desapareceram. Daí a necessidade da qualificação e formação profissional, que é tendência no mundo. Claro que, em momentos como o atual, onde toda uma realidade social é acrescida de crise econômica, cresce a necessidade de … Continuar lendo A Crise Econômica e o Direito do Trabalho

A avaliação e hierarquização de atrativos turísticos como ferramenta para o planejamento turístico

Joélcio Gonçalves Soares[1] Poliana Fabíula Cardozo[2] publicado originalmente em 05/12/2008 como <www. partes.com.br/turismo/poliana/avaliacao.asp>   INTRODUÇÃO O turismo como atividade tem marcado diversos setores da economia e da vida cotidiana das pessoas, tanto as que viajam como as que recebem turistas. Os interesses na atividade turística são os mais diversos, pode-se citar como exemplo disto as entradas de divisas para um país, advindas do turismo a … Continuar lendo A avaliação e hierarquização de atrativos turísticos como ferramenta para o planejamento turístico